Portal da Cidade Sinop

CONFUSÃO

Presidente denuncia deputado por viajar para encontro do MBL com verba da AL

Critica os deputados que utilizam a verba indenizatória de R$ 65 mil, mas continua usufruindo de parte dos valores e outros benefícios disponibilizados pel

Postado em 20/05/2019 às 16:24 |

A briga travada entre os deputados estaduais Ulysses Moraes (DC) e Janaina Riva (MDB), presidente interina da Assembleia Legislativa por quatro meses, ganha novos contornos através de publicações nas redes sociais. Nesta quinta-feira (16), a parlamentar usou seu Instagram para fazer novas postagens expondo as “incoerências” e a “hipocrisia” por causa dos discursos e das atitudes do colega de parlamento que critica os deputados que utilizam a verba indenizatória de R$ 65 mil, mas continua usufruindo de parte dos valores e outros benefícios disponibilizados pela Casa. 

“Agora adivinhem quem pagou essa passagem pro encontro do MBL? Você, caro contribuinte. Afinal, ela saiu da ALMT. Ah... com direito a assessor de imprensa para o nobre deputado”, postou Janaina junto com  uma foto de Ulysses num encontro em São Paulo juntamente com outros integrantes do Movimento Brasil Livre (MBL). A publicação foi feita em seus stories, publicações temporárias no Instagram que saem do ar depois de 24 horas. 

O enfrentamento entre eles tem como pano de fundo divergências quanto ao uso ou não da verba de indenizatória no valor de R$ 65 mil. Quando era candidato e pregava a “moralidade na política” Ulysses criticava várias “benesses” de políticos como o uso da verba indenizatória, mas ao tomar posse não abriu mão do valor integral e aos poucos vem aumentando os gastos com a verba. 

Ele apresentou um projeto de lei para reduzir o valor em 50% e Janaina reagiu afirmando tratar-se de demagogia e que a proposta é inconstitucional pois alterações regimentais de tal natureza precisam partir da Mesa Diretora. Ulysses então tentou desqualificar a deputada lembrando o histórico da família Riva, de envolvimento em escândalos e corrupção na Assembleia nos mais de 20 anos em que o pai dela, José Riva, esteve no comando da Mesa Diretora revezando nos cargos de presidente e primeiro secretário. "Ser criticado pela Janaina significa que eu estou no caminho certo. Desse sobrenome quero distância", disse o parlamentar em nota e postagens em suas redes sociais.

Outra estratégia de Janaina foi printar trechos de matérias e notas publicadas em sites de notícias expondo os gastos da verba indenizatória por parte de Ulysses e de um integrante do movimento MBL lotado em seu gabinete com salário de R$ 11 mil e divulgar em suas redes sociais. 

“Pra quem dizia que VI era imoral, não poderia usar nem 1 real”, diz o texto de uma das postagens com prints de uma matéria que mostra a evolução dos gastos de Ulysses Moraes com a verba indenizatória. 

Em outra publicação ela fez a seguinte observação: “Todos os deputados usam essa estrutura? Sim! A única diferença é que a gente não engana eleitor... beijão para a hipocrisia e demagogia”. 

Por fim, ela também compartilhou um trecho de uma nota que destaca o caso de um assessor de Ulysses, integrante do MBL Mato Grosso com salário de R$ 11 mil que decidiu atacar sites de notícias que divulgaram matérias “desfavoráveis” ao deputado por causa dos gastos da verba indenizatória.

Fonte:

Deixe seu comentário