Portal da Cidade Sinop

GIRO

Profissionais da educação fazem protesto com caixão em Cuiabá

Manifestantes fazem uma passeata pelo Centro Político Administrativo. Sintep afirma que mais de 60% dos profissionais estão parados.

Postado em 01/07/2019 às 09:32 |

Os servidores da educação, que estão em greve há mais de um mês, fazem um protesto nesta terça-feira (28), em Cuiabá. Os manifestantes fazem uma passeata pelo Centro Político Administrativo, depois de um tempo concentrados em frente ao Tribunal Regional do Trabalho da 23ª Região (TRT-MT).

Os grevistas levaram um caixão para a manifestação. "(O caixão) representa um governo que já começou doente, já começou mal, desprezando os servidores públicos, de não valorização das condições de trabalho e a gente lamenta muito que esse governador tenha começado assim. Na campanha ele falou que pagaria ate o dia 30 e que respeitaria a lei salarial da educação", criticou o sindicalista Gilmar Soares Ferreira.

Os representantes da categoria participaram de uma audiência de conciliação com o governo nesta quinta-feira (27). No entanto, sem avanço.

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT), a única novidade foi a proposta do governo em pagar o salário cortado durante a greve em duas parcelas, caso os profissionais encerrem a greve na segunda-feira (1º).

"A categoria tem duas condições para suspender o movimento foi suspender o corte de ponto e pagaria os dias cortados de maio e junho em duas parcelas, em julho e agosto, e a segunda é o cumprimento da Lei 510 de 2013 que dobra o poder de compra do salário", disse o sindicalista.

Segundo ele, a categoria cobra do governo a apresentação de um cronograma de pagamento do reajuste que tinha sido prometido pelo governo, durante à gestão anterior, mas ele não fez e disse que não vai fazer.

O Sintep afirma que mais de 60% dos profissionais estão parados.

Fonte:

Deixe seu comentário